Balão Intragástrico

Balão Intragástrico Tratamento para Sobrepeso e Obesidade

por 26 de março de 2019 Sem comentários

Hoje, somos expostos a uma grande pressão da mídia e da sociedade em geral para termos um corpo perfeito, e ao mesmo tempo vivemos um período de grande crescimento da obesidade na população mundial, especialmente nos países ocidentais. Essa situação gera uma grande ansiedade por parte das pessoas que estão acima do peso, sejam elas portadoras apenas de sobrepeso ou até mesmo de obesidade mórbida, que buscam um tratamento rápido, eficiente e pouco trabalhoso para atingir os seus objetivos de um corpo perfeito. Essa meta raramente é atingida, e quando acontece, não se reflete em uma perda de peso sustentada, pois, na maioria das vezes, é feito de maneira errada, com dietas extremamente restritivas e difíceis de serem mantidas.

Porém, é muito importante lembrar que a questão estética, apesar de ser a principal meta do paciente, não é a mais importante, pois o excesso de peso está diretamente relacionado a várias doenças. O nosso corpo é uma máquina composta por diversos sistemas, que estão diretamente interligados, e a obesidade tem um grande impacto negativo, pois está associada, na maioria dos casos, à hipertensão arterial, dislipidemia, intolerância à glicose ou diabetes, que juntos, formam o que chamamos de Síndrome Plurimetabólica. Essa síndrome está fortemente relacionada a eventos cardiovasculares, como o infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral, além de implicar também em problemas articulares.

Portanto, é importante ressaltar que o excesso de peso é muito mais do que um problema estético, e sim um problema de saúde pública, com grande impacto na qualidade e na expectativa de vida, e por isso existe um grande empenho da comunidade científica em proporcionar terapias eficazes para o seu tratamento.

A abordagem ideal seria uma mudança no estilo de vida, com prática de exercícios físicos regulares, aliada a uma alimentação saudável e estilo de vida com pouco estresse. Porém, essa mudança é muito difícil de colocar em prática, pois velhos hábitos são difíceis de serem mudados.

Nesse sentido, existem as medicações para controlar ansiedade e o apetite, terapias comportamentais, e para casos selecionados, as cirurgias bariátricas, que são uma maneira efetiva, porém repletas de riscos a curto, médio e longo prazo, e que devem ser indicadas quando todas as abordagens clínicas não obtiveram sucesso ou o paciente já tiver complicações graves relacionadas à obesidade. Para evitar que pacientes sem indicações formais sejam submetidos a uma grande cirurgia como a bariátrica, foi desenvolvido um dispositivo que tem a finalidade de promover a mudança de hábitos alimentares a médio prazo, que é o balão intragástrico.

Esse balão é colocado no estômago desinflado por via endoscópica sob anestesia, é posicionado dentro do estômago, e então é preenchido com água e proporciona ao paciente uma sensação de saciedade, como a experimentada após uma grande refeição. Como o balão ocupa grande parte da cavidade gástrica, o paciente não tolera grandes quantidades de alimento. A vantagem do balão intragástrico é o fato de ser uma terapia temporária, ambulatorial, com perda de peso estimada de 10 a 15 % do peso total (35 a 40 % do excesso de peso), com baixo índice de complicações e com mortalidade próxima a zero. Existem poucas contra- -indicações ao método, basicamente pacientes que já sofreram cirurgias gástricas prévias ou que tenham patologia esofágica que não permita a passagem do balão. A maior perda de peso acontece no primeiro mês, com diminuição ao longo dos meses, e após o 6º mês o paciente se adapta ao balão, não tendo mais perda de peso. Hoje, no Brasil, existem 2 tipos de balão intragástrico, um deles que é preenchido em média com 600 ml de água, não ajustável, e que é utilizado por período de 6 meses, e outro, que foi lançado esse ano para otimizar o tratamento e pode ser ajustado várias vezes, permitindo que no momento em que o paciente se adapta ao volume do balão e pare de perder peso, ele seja inflado com volume extra, e o paciente volte a perder peso. Esse balão pode ser utilizado por 1 ano, e ser ajustado diversas vezes nesse período. Outra vantagem desse modelo ajustável é que ele pode ser desinflado, característica extremamente útil para os pacientes que nos primeiros dias apresentam vômitos tão intensos que, por vezes, solicitavam a retirada do balão antes mesmo de completar 1 semana. Isso permite que o balão seja inflado com um volume menor, e posteriormente seja inflado até atingir o objetivo de peso, dando um tratamento personalizado para a necessidade de cada paciente.

É muito importante lembrar que a mudança de hábito alimentar é uma parte do tratamento, e a mudança de estilo de vida, com exercícios físicos e controle de ansiedade são as outras. Sendo assim, para que possamos atingir as nossas metas é importante que o paciente realize acompanhamento multidisciplinar, com médico gastroenterologista, endocrinologista, nutricionista, psicólogo e educador físico. Só assim conseguiremos atingir as metas de peso e mantê-las a longo prazo, independente de qual o método escolhido para combater a obesidade.

Esse balão é colocado no estômago desinflado por via endoscópica sob anestesia, é posicionado dentro do estômago, e então é preenchido com água e proporciona ao paciente uma sensação de saciedade, como a experimentada após uma grande refeição. Como o balão ocupa grande parte da cavidade gástrica, o paciente não tolera grandes quantidades de alimento.

Open chat
1
Olá! Fale conosco por aqui para agendar um horário!